Monday, December 10, 2012

Cabo Verde: O País Strip Tease

Neste país o strip tease é uma instituição. Começa com o seu representante oficial, o reverendo José Maria Neves. O homem fala, fala, fala... e perguntamos: será que fala mesmo de Cabo Verde? Aquele país no meio do Atlântico que mal aparece no mapa? O país da Cesária Évora, Raiz di Polon, Mindelact e demais coisas culturais que nos engrandece lá fora? O país dos projectos?Onde se faz projectos para futuros projectos? Só show... para estrangeiro ver.

A Televisão de Cabo Verde (TCV) deveria chamar-se Televisão Oficial do Governo (TOG) por ser um dos mecanismos de reprodução propagandista governativa, mais uns tantos panfletos pseudos-jornais e seus cronistas. Aliás, a propaganda virou moda nas ilhas (devem ter aprendido com o papai da metrópole). E que tal a UNI-CV e as demais escolas pseudo-universitárias abrirem no próximo ano lectivo mestrados e doutoramentos em Ciência da Propaganda? A disciplina achologia deveria ser obrigatória. Na verdade, na república dos achólogos, a achologia está prestes a tornar-se numa verdadeira ciência - autónoma. Aqui, a leviandade social faz escola...

O INE, na sua imensa sabedoria, descobriu a fórmula mágica de incentivar o stripteasismo governamental. Pois, estava convencido que a taxa do desemprego jovem no meio urbano andava por volta dos 60%. E o não emprego é de quanto já agora? Por enquanto, vão-se masturbando com isto (o país da morabeza e demais palavras que não passam disso mesmo).

O jornal A Nação descobriu, de repente, que existe uma máfia de terrenos na capital (no país). Pena não ter escrito sobre isso quando o capi Filú dava as cartas na capital. De certeza, devem saber que o maior reprodutor dessas negociatas é o próprio governo via Cabo Verde Investimentos (CI). Confesso que ainda não li o debate jornalesco entre o Nuías e o Monteiro (se calhar nem vou dar-me ao trabalho), mas, acho (da achologia) que se o futuro do país depender dos jovens da situação, tramados estamos.

Agora fala-se da revolta grega e as suas repercussões em Cabo Verde. São os nossos cronistas. Todos achólogos. A verdade é que este post do Emílio Rodrigues diz muita coisa. Só ir a uns tantos espaços nacionais para dar conta disso (no entanto, o BCV diz que retomamos o crescimento económico - em Portugal, o BP disse isso há uns meses - e há aquela coisa de parceria especial com a UE e paridade com o euro). O país do desperdício derivado do stripteasismo. É o que somos... stripers e travestis. (talvez haja continuação...)

P.S. E porque hoje é sábado, melhor mesmo é ouvir Beer Beer dos Korpiklaani (aqui).

(Na imagem: Mel B, ex-Spice Girl, stripteasando em Las Vegas, USA. Imagem pedido de empréstimo ao The Sun)

1 comment:

  1. I have just installed iStripper, and now I enjoy having the sexiest virtual strippers on my taskbar.

    ReplyDelete